às 14:48:41 em Notícias / Psicologia

Mulheres no Brasil: Questões Históricas para a Psicologia

No sábado, dia 3 de março, foi realizada a primeira aula prática relativa à disciplina "Psicologia e Relações de Gênero', do curso de Psicologia da Católica Orione, contando com a participação de Donília Ferreira de Abreu, integrante do Coletivo Gercília Krahô; Maria de Fátima Barros, liderança do quilombo da Ilha de São Vicente; Telma de Sousa Santos Barbosa, integrante da Associação Negra Cor de Araguaína; e Roseni Tpêdi Xerente, cacique da aldeia Traíra.

O objetivo da atividade foi escancarar as diferentes tecituras de produção social da mulher, enquanto sujeito histórico multideterminado, e, com efeito, as diferentes formas de violação de direitos - conforme observado pela socióloga Heleieth Saffioti ao longo de sua obra.

De acordo com o Mapa da Violência de 2015, o Tocantins está entre os primeiros no ranking de violência contra a população de mulheres. Ora, em um território marcadamente negro e indígena, como esses aspectos se engendram e quais seus impactos psicossociais?

A Psicologia precisa (re)conhecer esses diferentes processos e suas respectivas demandas, se quiser defender a equidade em políticas públicas, cumprindo com seu compromisso social e ético - na ciência e na profissão. Partindo dessa premissa, a atividade implica na reflexão teórico-prática pelos(as) futuros(as) profissionais, a qual será condensada sob a forma de relatório a ser avaliado pela profª msª Carmen Hannud, responsável pela disciplina.

Texto: Carmen Hannud
Fotos: Raimunda Brito

Álbum: Mulheres no Brasil: Questões Históricas para a Psicologia


Fonte: