às 14:22:15 em Notícias / Psicologia

Professora da CATÓLICA ORIONE e estudante da Psicologia participam do IX Seminário Nacional de Políticas Públicas na UFPA

Profª Msª Carmen Hannud e a estudante Karen Juliete da Luz Brito aparecem junto aos representantes do Sistema Conselhos.

Durante os dias 5 e 6 de abril ocorreu a primeira Etapa Regional do IX Seminário Nacional de Políticas Públicas, em Belém, na Universidade Federal do Pará/UFPA - ocasião de debate acerca da conjuntura político-econômica brasileira e seus impactos nas subjetividades e políticas públicas. O evento foi organizado pelo Sistema Conselhos de Psicologia, em uma articulação entre conselho federal e conselhos de psicologia do norte.

De acordo com a Prof. Dr. Paulo de Tarso, coordenador do Programa de Pós-Graduação em Psicologia da UFPA, o fato da primeira etapa ter sido realizada na região Norte do país constitui um marco, tendo em vista que trata-se da região com mais desigualdades no acesso à saúde e a outras políticas – contradição com relação ao princípio da universalidade do Sistema Único de Saúde.

A região Norte, de fato, possui diversas particularidades no que tange aos direitos, abarcando demandas especificas do contexto amazônico, temática amplamente debatida no Seminário, que contou com a participação da psicóloga Nita Tuxá, mestranda em antropologia social na Universidade Federal de Roraima/UFRR.

Dessa forma, a etapa regional pretendeu dialogar com profissionais e estudantes da área a respeito das políticas públicas no Norte no país, considerando os impactos da atual conjuntura nas subjetividades. Foram encaminhadas deliberações a serem retomadas na etapa nacional, em Brasília, bem como a serem trabalhadas pelos conselhos regionais de psicologia.

 

Sobre a participação de estudantes em eventos do Conselho Federal de Psicologia

Participar do IX Seminário Nacional de Políticas Públicas foi uma oportunidade enriquecedora de entrar em contato com debates práticos apresentados por profissionais de diversas regiões do país, escancarando as perspectivas e desafios a serem enfrentados pela psicologia, bem como os principais temas em voga na ciência psicológica de acordo com as demandas históricas em políticas públicas.

O estudante encontra aí uma oportunidade sui generis de sanar dúvidas, mas também de criar perguntas sobre o campo profissional, ampliando o conhecimento sobre a área e desenvolvendo o espírito do pensamento científico autônomo. Nas rodas de debate, conhecimentos apropriados no curso de graduação e no Procient podem ser colocados em prática, no compartilhamento com demais estudantes e profissionais, fortalecendo a caminhada como futuros psicólogos.

Texto de: Carmen Hannud, Profª Msª do curso de Psicologia; e Karen Juliete da Luz Brito, graduanda do 3º período de Psicologia na Católica Orione.


Fonte: